• Home Campos Mello Advogados reforça a área de direito público e abre o setor de assuntos governamentais com a chegada de mais 2 sócios

Publicações

Campos Mello Advogados reforça a área de direito público e abre o setor de assuntos governamentais com a chegada de mais 2 sócios

15 / 09 / 2020

A abertura do escritório em Brasilia e chegada dos novos sócios Carolina Caiado e Paulo Renato Barroso ampliam trabalho do CMA na capital federal

Rio de Janeiro, 15 de setembro de 2020 – O Campos Mello Advogados reforça a prática de direito público e inicia sua atuação em assuntos governamentais, com a chegada dos novos sócios Carolina Caiado e Paulo Renato Barroso. A mudança marca a abertura do escritório do CMA em Brasília, que já está presente no Rio de Janeiro, São Paulo, Nova York e Londres.

“Além da satisfação de ter a Carolina e o Paulo na liderança dessa área tão promissora, conseguimos atingir nosso objetivo de atuar com mais força em Brasília a partir da abertura do escritório na capital.”, reforça Fabio Campos Mello, managing partner do CMA.

Com larga experiência nessas duas práticas, Paulo Renato Barroso (40) e  Carolina Caiado (39) reforçarão a interface com o setor público, sobretudo junto ao Poder Executivo, Congresso Nacional, tribunais superiores e agências reguladoras.

– A prática do direito público tem se tornado cada vez mais estratégica no país nos últimas anos, quando a economia brasileira iniciou um processo de redução paulatina do Estado com vários dos serviços sendo concedidos por meio de leilões, licitações ou parcerias públicos privadas, explica Carolina Caiado.

Essa transformação, segundo Paulo Renato Barroso, levou  empresas nacionais e estrangeiras de setores privatizados a demandarem  um acompanhamento diferenciado frente ao complexo arcabouço jurídico de regulação do Brasil.

– Nossa atuação será transversal junto a diversas práticas do escritório com contribuições para clientes dos setores de saneamento, telecomunicações, óleo e gás, logística, mobilidade urbana, defesa, saúde e outros. Novos programas de privatizações já anunciados, como o PPI (Programa de Parcerias e Investimentos), o novo marco do saneamento e a nova lei do gás, por exemplo, demandarão um trabalho ainda mais rigoroso de inteligência e assessoramento aos clientes, tornando o portfólio do CMA mais completo”, enfatiza Paulo Renato Barroso.

O CMA vai incrementar seus serviços com a elaboração de estratégias para clientes no acompanhamento da tramitação de projetos de Leis, propostas de interesse em ministérios, além de produção de relatórios de risco e conjuntura política, preparação de notas técnicas para audiências públicas e assessoramento no contato com autoridades públicas. Vai também ampliar a atuação já existente em contenciosos de tribunais superiores.

Outros setores de grande importância para a área de Direito Público e Assuntos Governamentais serão de compras públicas, incluindoas áreas de tecnologia da informação, saúde, transporte, defesa e segurança cibernética.

Carolina Caiado tem mais de quinze anos de experiência em Direito Administrativo, infraestrutura, setores regulados e compliance na interface com o poder público. Acumula ampla prática no atendimento a clientes corporativos nacionais e estrangeiros. Atuou ainda como assessora jurídica da Secretaria de Desenvovimento Econômico de Minas Gerais. É formada em Direito pela UFMG, com mestrado em Direito Público na USP (Universidade de São Paulo) e especialização em Direito Empresarial no CEU Law School, em parceria com o ISE.

Já Paulo Renato Barroso é formado em Direito pela UERJ (Universidade Estadual do Rio de Janeiro) e cursa MBA em Relações Governamentais na Fundação Getúlio Vargas (FGV) em Brasília. Foi sócio do escritório Barroso Fonteles, Barcellos, Mendonça & Associados e, por dez anos, diretor jurídico de empresa  de tecnologia do setor de óleo de gás. Com experiência em contratos e licitações, assessorou companhias estrangeiras e brasileiras na estruturação e desenvolvimento de suas atividades no país, incluindo negociações de investimentos e parcerias.

Até a chegada ao CMA, Paulo Renato Barroso e Carolina Caiado atuavam como sócios na Cascione Pulino Boulos Advogados.